Sexta, 20 de Maio de 2022
30°

Muitas nuvens

Recife - PE

Anúncio
Especiais Direito Trabalhista

“A pauta trabalhista do STF está cheia!”

O STF tem mantido uma intensa pauta de julgamentos de temas trabalhistas

29/12/2021 às 22h47
Por: Nilton Lemos Fonte: Fonte: Renato Melquíades ADV
Compartilhe:
“A pauta trabalhista do STF está cheia!”

O Supremo Tribunal Federal (STF) tem mantido uma intensa pauta de julgamentos de temas trabalhistas, tendo como exemplos recentes a declaração de constitucionalidade da terceirização de serviços nas atividades fim (ADPF 324) e a validade da contratação de pessoas jurídicas, prestadoras de serviços intelectuais, mesmo que haja engajamento pessoal do sócio (ADC 66), a chamada “pejotização”.

 

Em 2022, o STF promete manter o ritmo e tem previsto diversos julgamentos importantes para as relações de trabalho das empresas, muitos deles relacionados a alterações e novidades da Lei nº 13.467/2017, denominada de Reforma Trabalhista, que foi aprovada no Governo Temer.

 

Em fevereiro, está prevista a retomada do julgamento de um caso paradigmático para a Justiça do Trabalho (RE 999.435). Nele, o TST firmou o entendimento de que, para a dispensa em massa de trabalhadores, o empregador deve negociar as condições das demissões com o sindicato da categoria. O julgamento do recurso da empresa no STF foi suspenso, após pedido de vistas do Ministro Dias Toffoli.

 

O tema foi objeto da Reforma Trabalhista, que incluiu o artigo 477-A da CLT, para declarar que as dispensas sem justa causa, individuais ou coletivas, equiparam-se para todos os fins, não havendo necessidade de autorização prévia de entidade sindical.

 

Além disso, o STF deve decidir sobre outros itens da Reforma Trabalhista, como a prevalência da negociação coletiva sobre as normas legais, o que é comumente referido como “o negociado sobre o legislado” (art. 611-A, CLT; ARE 112.163-3).

 

Também podem estar na pauta do STF, ao longo de 2022, o trabalho intermitente (art. 452-A, CLT; Adins 5826, 6154, 5829), a possibilidade de celebração de acordo individual de jornada 12 x 36 horas, sem participação do sindicato (art. 59-A, CLT; Adin 5994), a aplicação de benefícios das normas coletivas após expirada a sua vigência (Súmula 277, TST; ADPF 323), e o tabelamento de indenizações por  danos morais (art. 223-G, § 1º, CLT; Adins 5870, 6069, 6082, 6050).

 

Vale destacar que o STF já julgou outros três temas da Reforma Trabalhista, com vantagem numérica para os trabalhadores, que venceram os casos dos honorários advocatícios e da vedação do trabalho insalubre para a gestante, mas perderam o tema mais importante: a correção monetária dos débitos trabalhistas pela Selic, afastando o IPCA da fase processual.

 

Dessa forma, vê-se que o Pleno do STF deve continuar proporcionando novidades importantes para as empresas e para a forma como se relacionam com a sua força de trabalho, principalmente quanto ao papel que os sindicatos devem exercer, diante das novas regras da Reforma Trabalhista.

Renato Melquíades de Araújo - advogado e sócio do escritório Renato Melquíades  Advocacia ([email protected])

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Voz & Debate
Voz & Debate
Sobre O Voz & Debate é um espaço coordenado pelo jornalista, Nilton Lemos, sócio-diretor da Voz Comunicação, que tem o objetivo de abrir mais um canal de comunicação e divulgação de conteúdos autorais dos mais diversos segmentos e áreas de atuação. Aqui sua opinião tem importância e espaço. Contribuições no e-mail [email protected] Contem com a gente!
Recife - PE Atualizado às 12h53 - Fonte: ClimaTempo
30°
Muitas nuvens

Mín. 26° Máx. 31°

Sáb 30°C 24°C
Dom 28°C 24°C
Seg 28°C 24°C
Ter 29°C 24°C
Qua 28°C 25°C
Anúncio
Anúncio
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio