Sábado, 20 de Julho de 2024
21°

Algumas nuvens

Recife - PE

Anúncio
Cultura Funarte

Funarte recebe a Companhia Folclórica do Rio – UFRJ na reabertura do Teatro Glauce Rocha

Reinauguração do espaço, no Centro do Rio de Janeiro, contou com folguedos populares na rua. Às 19h, haverá o primeiro show musical da nova temporada

20/12/2022 às 17h00 Atualizada em 21/12/2022 às 08h16
Por: Redação Fonte: Funarte
Compartilhe:
Funarte recebe a Companhia Folclórica do Rio – UFRJ na reabertura do Teatro Glauce Rocha

A Fundação Nacional de Artes Funarte recebeu a Companhia Folclórica do Rio, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), no dia 20 de dezembro, terça-feira, para um festejo aberto, na rua, em frente ao Teatro Glauce Rocha, no Centro do Rio de Janeiro, a partir das 12h30. O espaço da Funarte foi reinaugurado com os folguedos populares apresentados pelo coletivo, que dançou com a população que o assistia.

O grupo mostra, em seu repertório, várias expressões da cultura das festas nacionais, por meio da dança e da música das comunidades caiçaras, ribeirinhas, quilombolas, indígenas e do povo urbano. A apresentação incluiu um pouco das manifestações típicas do sudeste brasileiro – tais como: ciranda, tambor mineiro e samba; nordestinas, como coco, baião – e de todo o País – como o congado e a brincadeira do boi (trazendo a famosa alegoria). Tudo isso é apresentado por um fantoche em tamanho natural: o tradicional personagem Mineiro Pau; e animado por uma boneca gigante artesanal.

A programação gratuita continua, às 19h, com a cantora Soraya Ravenle, ao lado da violoncelista Maria Clara Valle. A agenda prossegue nos dias 21 e 22, quinta e sexta, com outras apresentações da Companhia, sempre no mesmo horário, além de teatro – inclusive de bonecos – e de outros shows musicais. O roteiro integra aMostra Arte de Toda Gente Bossa Criativa Rio de Janeiro + Um Novo Olhar, iniciativa da Funarte, em parceria com a UFRJ. A curadoria é da Escola de Música da Universidade.

Mais sobre a Companhia Folcórica do Rio – UFRJ

A Companhia é um projeto artístico da UFRJ, que há 35 anos realiza seu trabalho, fundamentado em comunidades representativas do patrimônio imaterial do país, através das expressões musicais e de artes cênicas folclóricas brasileiras. O coletivo atua em intervenções culturais e projetos sociais, fora do ambiente acadêmico. Seu objetivo é aproximar o público de todas as idades, da diversidade e da riqueza da cultura popular nacional. Seus projetos têm como base pesquisas de campo, empreendidas junto a mestres de cultura popular.

A coordenadora da Companhia, Eleonora Gabriela, professora da Escola de Educação Física e Desportos (EEFD – UFRJ) diz que o conjunto artístico “tem como missão, o prazer de pesquisar, revelar e semear para o mundo, a sabedoria popular. É formada por músicos, dançarinos, artistas plásticos e produtores culturais, em grande maioria, professores, funcionários e alunos de várias Unidades da UFRJ. Trouxemos para a reinauguração desse teatro da Funarte, nesse local tão significativo, o Centro do Rio de Janeiro, atividades e que são ‘do povo e para o povo’.

A atração musical das 19h

A cantora Soraya Ravenle diz que seu espetáculo,O Verbo é ir!,foicriado a partir de uma carta, escrita pelo jornalista Geneton Moraes Neto, em 1981, para sua namorada e futura esposa, Beth Passi. Isso aconteceu no momento da despedida dos dois jovens estudantes, em Paris, quando Beth decide voltar para o Brasil. “Muito além de uma carta de amor, as palavras de Geneton me atravessaram como flechas no coração”, diz a artista. “Uma dessas flechas me provocou a compor: 'Tudo o que é grande e forte é nômade. É preciso emigrar diariamente. Não é uma questão de geografia, é uma questão de alegria.’”, acrescenta. “Percebo a carta como uma profunda ode ao movimento e a transformação permanente que é viver. Maria e eu deixamos então o nosso encontro falar. Um encontro/ conversa de duas mulheres da música, das artes da cena, que traz à tona nossos rastros, silêncios, cumplicidade e memórias”, define. No palco, ela é acompanhada pela violoncelista Maria Clara Valle.

Gratuitos, os ingressos para as atrações no interior do Teatro Glauce Rocha podem ser obtidos antecipadamente na plataforma www.sympla.com.br ou retirados diretamente na bilheteria do espaço.

Acesse aqui notícia com informações sobre os próximos eventos nesse equipamento cultural da Funarte

Outro espaço da Fundação, o Teatro Cacilda Becker, também está com agenda de final de ano aberta. Acesse aqui notícia a respeito.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários